Quando pensamos em pintar, logo vem à mente nossa decoração, os móveis que possuímos e sobre os tons que iremos usar. Porém é muito importante pensar sobre a temperatura das cores escolhida para a iluminação.

É importante saber que para proporcionar uma sensação de bem estar em todos os cômodos é sempre interessante entender sobre tonalidades certas de luzes e que usando a temperatura de forma certa pode-se transformar qualquer espaço.

O que é a temperatura das cores?

É a cor da luz. Tem algo haver com o aquecimento da lâmpada? Não, não tem nada a ver com o aquecimento da lâmpada. Isso quer dizer que as fontes de luzes emitem uma tonalidade perceptível, que pode ser mais amarelada (quente) ou mais azulada (fria).

A luz incandescente, por exemplo, emite um tom mais amarelo, não indicado para todos os cômodos. Já o uso das lâmpadas em LED na cor branca, tem variações dessa temperatura apresentando tonalidades quentes, frias e neutras.

Também é preciso saber sobre o conceito de cores quentes e frias não se relacionando com a potência da lâmpada, ele está diretamente ligado às sensações e aos estímulos que essas iluminações provocam.

As cores frias são aquelas que transmitem a sensação de frio, além de introspecção, seriedade, relaxamento e tranquilidade e que são normalmente associadas à umidade e elementos da natureza. As cores frias básicas são compostas pelo azul, violeta (roxo ou púrpura) e o verde.

As cores quentes transmitem a sensação de calor, além de dinamismo, movimento e vivacidade, dependendo de como são usadas podem sugerir agressividade e impulsividade e que são normalmente associadas ao sol, ao fogo e ao sangue. As cores quentes básicas são amarelo, laranja e vermelho.

Ainda tem dúvidas? Procure um profissional qualificado que possa te orientar e te ajudar a planejar de acordo com sua situação e estilo de vida.